A Curiosa Idade consolidou ao longo deste percurso uma educação pautada pelo diálogo com a infância, as culturas infantis e suas transformações. Reconhecemos a infância como uma fase da vida fundamental para o desenvolvimento integral do ser humano, momento das primeiras relações e do despertar para o conhecimento das coisas do mundo. Nosso trabalho tem por objetivo construir uma Educação Cultural, que favoreça o desenvolvimento das potencialidades infantis e a conquista da independência e cooperação no processo de socialização.

Concebemos a criança como um sujeito histórico e social, que ocupa um lugar próprio na sociedade e na cultura. As crianças são indivíduos potentes e protagonistas de suas ações. Potentes porque trazem consigo o desejo de aprender e de se expressar por meio de diferentes linguagens. Protagonistas porque interagem ativamente com o meio e com os outros indivíduos com os quais convivem e assim aprendem. A curiosidade e os novos desafios impulsionam as crianças para que elas avancem nas hipóteses sobre as suas experiências, construindo um entendimento que lhes é próprio. O pensamento infantil orienta nossas propostas, e é a partir de como as crianças vão percebendo o mundo que planejamos a nossa rotina.

O cotidiano pedagógico da Curiosa Idade se estrutura por meio do sistema de Oficinas. Esta organização da rotina foi inspirada nas ideias de Célestin Freinet, assim como as Aulas-Passeio e o Livro da Vida que compõem a metodologia da Curiosa Idade. As diferentes linguagens e expressões que definem as Oficinas fortalecem a convivência entre criança/criança e criança/adulto e geram desafios para a compreensão e articulação de novos saberes. Além disso, realizam o viés transdisciplinar pela integração entre as diferentes áreas do conhecimento, que se concretiza no planejamento, entrelaçado nos temas do Projeto Temático, atualizado anualmente.

Passeio na nascente do Rio Carioca com Silvana Gontijo, Fundadora do Movimento Carioca, responsável pelo tombamento do Rio Carioca como patrimônio histórico, cultural e natural do RJ, Escritora, Jornalista, Diretora de Arte, Diretora da NAVE e do planetapontocom, uma organização que busca soluções para a educação de crianças e jovens por meio de experiências divertidas.

As bases para a nossa metodologia são a teoria construtivista e a psicanálise como fundamentos para compreender a aprendizagem, a constituição do sujeito e as relações interpessoais. Ancoramos nossas ideias nas teorias de Freud, Lacan, J. Piaget, L.S. Vigotski, Paulo Freire e, atualmente, nos estudos de J. Larrosa, que tem contribuído para renovar a nossa prática pedagógica.

A Curiosa Idade tem em sua proposta educacional projetos que estabelecem um laço social com o entorno da escola, a comunidade e o bairro. Os Projetos “Xô Cocô”, “Amiga Árvore”, “Dia Solidário” e “Escola Irmã – Berilo, MG”, são iniciativas que, junto com as crianças e suas famílias, dialogam com o meio social e ambiental. As crianças envolvem-se nestas ações contribuindo para a transformação e a construção de um mundo mais fraterno e solidário. Esses projetos implicam em reuniões periódicas com os pais (coletivas e individuais) incorporando-os continuamente ao trabalho escolar.

A Formação Continuada da Equipe se concretiza em Centros de Estudos regulares, em que leituras e discussões sobre teoria e prática são enriquecidas pela presença de profissionais e palestrantes convidados, com a supervisão da Pedagoga Carolina Sanches, do Ler Conecta.